Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Mentoria

Torne-se um mentor de empreendedores em 3 meses e mude de vida

Thiago Germano
Escrito por Thiago Germano
Junte-se a mais de 42 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre mentoria

Você lida bem com negócios e acredita que pode ajudar a outras pessoas? Então você pode ser um mentor de empreendedores!

Isso mesmo, compartilhando seu conhecimento, você pode construir um negócio de sucesso para si mesmo e ainda contribuir para que outras pessoas também tenham empreendimentos rentáveis.

Quer saber por onde começar? Continue a leitura!

O segredo é entender qual é o seu super poder

Todos nós temos um super poder. Uma habilidade que conhecemos tão bem e tão profundamente que somos capazes de ensinar a outras pessoas sem fazer muito esforço.

Então, para se tornar um mentor de empreendedores, você precisa fazer uma autoanálise e entender no que você realmente é muito bom. Nesse sentido, faça um brainstorming de todas as situações pelas quais você passou durante sua carreira no empreendedorismo.

Quais dificuldades você enfrentou? Como as superou? Houve alguma situação em especial que você tirou de letra e que poderia ajudar outras pessoas que estão empreendendo?

Eu sei que é difícil olhar para as nossas conquistas dessa maneira. Geralmente lembramos das nossas falhas e tornamos isso uma desculpa para não ir adiante em novos projetos ou planos.

Mas eu te convido a fazer essa reflexão e listar as coisas boas, os aprendizados que você tirou de cada experiência. É a partir daí que você vai entender qual é o seu super poder.

Você precisa ter clareza de que tipo de empreendedor você quer ajudar

Para ter seu negócio de mentoria para empreendedores em três meses, você também precisa identificar e definir o público que você quer ter como cliente. Afinal, existem inúmeros tipos de negócios no mercado e é impossível ser bom em tudo.

Comece analisando o perfil de pessoa que você quer mentorar. Então, verifique qual segmento e tipo de empresa se beneficiaria mais da sua mentoria. Considere, ainda, as fases pelas quais todo negócio passa, pois enquanto alguns estão começando, outros estão escalando e outros ainda estão se transformando para permanecer competitivos.

Quando você conseguir analisar todos esses fatores, ficará mais fácil entender que tipo de empreendedor você quer ajudar. E assim ficará mais simples criar a estrutura da sua mentoria para empreendedores e também vender sua solução.

Em 3 meses, seguindo esses passos, você consegue montar o seu 1º grupo

Normalmente, as pessoas pensam que se tornar um mentor de empreendedores leva muito tempo. Isso porque consideram que é preciso ter uma grande estrutura, assim como todo o programa de mentoria pronto antes de se lançar no mercado. Mas isso está longe da realidade.

Com os passos a seguir, vou te mostrar que é possível começar seu novo negócio de mentoria para empreendedores em apenas três meses. Confira:

1. Aprenda a contar a sua história de empreendedor

Por mais que as pessoas contratem um mentor e falem em um nível de negócios, ainda assim as pessoas se conectam com pessoas. E não existe nada mais poderoso do que contar sua própria história como empreendedor para gerar conexão com o seu público.

Com isso, você conquista a atenção das pessoas e desperta o interesse delas pelo conhecimento que você tem a compartilhar. Inclusive, elas estarão mais preparadas para receber sua oferta de mentoria.

Em muitos casos, ao contar uma boa história, você sequer precisa se esforçar tanto nas vendas. Percebendo que você tem algo relevante a compartilhar, as próprias pessoas vão te procurar para pedir uma mentoria.

Então, não subestime o poder de contar uma boa história. E certifique-se de que você está usando a técnica correta para conquistar as mentes e corações do seu público. Usando técnicas de storytelling, você transforma qualquer situação em uma história envolvente e capaz de atrair a atenção das pessoas.

2. Defina o subnicho em que vai atuar

Quando você define que será mentor de empreendedores, já está selecionando um nicho. Mas isso não é suficiente se você quer se tornar um verdadeiro expert e gerar valor para sua audiência.

O motivo é simples: como falei anteriormente, existem diversos tipos de empresas. E cada uma delas tem suas particularidades, o que exige que subniche, isto é, escolha um nicho dentro do seu nicho para atuar.

Por exemplo: você pode escolher ser mentor de empreendedores que atuam no segmento de beleza. Isso é um nicho. Ao escolher mentorar donos de salões de beleza, você está subnichando seu negócio de mentoria.

Você pode até pensar que essa escolha vai limitar suas possibilidades de atuação. Mas acontece o oposto. Ao subnichar sua mentoria para empreendedores, você poderá desenvolver um método mais eficaz de trabalho, gerar mais valor para esse público e ainda tornar seu marketing mais assertivo.

Além disso, ao afunilar o tipo de negócio com o qual você vai trabalhar, fica mais fácil criar vínculos com esses empreendedores. Ainda mais se a sua experiência de empreendedorismo tiver sido exatamente na área em que você pretende atuar como mentor.

3. Defina a sua oferta de mentoria

Depois de identificar o nicho no qual você vai atuar como mentor de empreendedores, você deve definir sua oferta de mentoria. Ou seja, a forma como você vai formatar o seu serviço e entregar para os seus clientes.

Você faz isso antes de criar a estrutura da sua mentoria porque é essa promessa de resultado que vai nortear todas as suas ações. Sabendo o que você vai entregar como solução, é possível delinear o passo a passo da mentoria, isto é, os módulos, bem como desenvolver uma estratégia de marketing alinhada com seu objetivo.

4. Defina a estrutura em módulos da sua mentoria

Com o resultado que você deve gerar definido, é hora de pensar na estrutura ou nos módulos da sua mentoria para empreendedores. E quando você sabe aonde tem que chegar, fica mais fácil entender qual caminho precisa ser seguido, certo?

Se a jornada parece longa demais, o modo mais fácil de entender como ela será é dividindo-a em trechos menores. Assim, você consegue quantificar o esforço necessário para atingir o ponto de chegada.

Preciso esclarecer aqui que você ainda não vai desenvolver nada relacionado à mentoria em si. Ou seja, conteúdo, ferramentas, canais de divulgação, serão tratados mais adiante.

O ponto aqui é entender quais são os passos que seus mentorados terão que percorrer para desenvolver a solução que eles precisam. É como pegar um mapa e marcar quais são as paradas que você vai fazer durante uma viagem.

Uma ferramenta que costumo utilizar muito para criar essa estrutura é o Trello. Nele, crio colunas que correspondem a cada etapa da mentoria. Conforme vou desenvolvendo os demais passos, vou acrescentando informação. Desse modo, tenho um mapa de tudo o que preciso fazer, do início ao fim da mentoria, de uma forma bastante visual e intuitiva.

5. Defina os tópicos a serem abordados, e as ferramentas as serem usadas dentro dessa estrutura

Agora que você já tem a estrutura da sua mentoria criada, é hora de dar corpo a ela. Comece desenvolvendo cada etapa com tópicos que devem ser abordados nela. Você também pode listar ferramentas que serão necessárias para o desenvolvimento adequado do módulo.

Deixe a perfeição de lado e concentre-se em definir os tópicos de acordo com a sua experiência. Quando você tiver lançado sua primeira turma de mentoria para empreendedores, poderá anotar o que deu certo e o que não deu e assim ir lapidando o conteúdo de cada módulo até que chegue a um modelo “ideal”.

6. Crie os slides para fazer uma masterclass online

Uma forma rápida, direta, segura e barata de testar sua oferta de mentoria é fazer uma masterclass online. Ou seja, oferecer uma aula gratuita, na qual você apresenta a oportunidade de obter determinado resultado por meio de uma mentoria.

Ao final da masterclass, você pode dar a oportunidade para que as pessoas agendem um horário com você ou então ofertar diretamente a mentoria.

Eu prefiro agendar um horário e fazer uma sessão pessoal para entender qual é a dor daquela pessoa e se realmente posso ajudá-la. Nessa sessão, posso também sanar dúvidas e derrubar quaisquer objeções que esse potencial cliente possa ter em relação ao investimento na mentoria.

Voltando ao tema dos slides, crie uma apresentação visualmente atrativa, mas sem exagerar nos elementos. A ideia é apresentar de forma clara e sucinta o que as pessoas podem ganhar ou deixar de perder se resolverem determinado problema.

7. Comece a atrair e se relacionar com os inscritos da masterclass

Para que essa masterclass funcione como uma ferramenta de atração de clientes, você precisa que tenha o máximo de pessoas assistindo a ela. Nesse sentido, você precisa atrair interessados e se relacionar com eles.

Existem basicamente duas formas de se fazer isso:

  • tráfego pago: investir em anúncios patrocinados em motores de buscas, como o Google, ou então em redes sociais. A vantagem é que você vê resultados rápidos e pode mensurar o retorno sobre o investimento (ROI) praticamente em tempo real.
  • tráfego orgânico: investir em marketing de conteúdo e inbound marketing para atrair pessoas de maneira natural, por meio de conteúdos relevantes e segmentados para o seu público. A vantagem é que esse investimento traz resultados por mais tempo, no entanto, demora mais a atrair pessoas.

8. Execute a masterclass e ao final ofereça uma sessão estratégica gratuita

Até aqui, você atraiu pessoas, relacionou-se com elas, entregou valor por meio de conteúdos únicos e mostrou que você entende do que está falando. Agora é o momento de realizar a sua masterclass.

Durante a aula, você já vai estar entregando mais valor para essas pessoas, aumentando um pouco mais a confiança delas no seu método e na sua capacidade de ajudá-las nas transformações necessárias.

Ao final, convide-as para agendar uma sessão estratégica com você. Nessa conversa personalizada, você poderá fazer um diagnóstico mais preciso sobre qual é a necessidade de cada potencial cliente e fazer a sua oferta de mentoria.

9. Execute a sessão estratégica, e ao final faça a oferta da sua mentoria

Durante a sessão estratégica, você vai fazer perguntas de diagnóstico, com o intuito de conhecer melhor o contexto da pessoa e entender a dificuldade pela qual ela está passando.

Você vai, ainda, mostrar que entende a dor dela e que pode ajudá-la através da sua mentoria.

Obviamente, surgirão perguntas como quanto custa a sua mentoria, quanto tempo leva, que tipo de resultados podem ser esperados, entre outros. Responda tudo da forma mais clara possível, sempre destacando que o benefício é maior do que o custo da mentoria.

Ao final da sessão estratégica, o potencial cliente deverá decidir se está pronto ou não para mudar sua vida de empreendedor, optando ou não por seguir adiante com a mentoria.

10. Receba seus primeiros clientes, e entregue sua mentoria ao vivo

Se você seguiu todos os passos até aqui, com certeza obteve sucesso na sua captação de clientes. Não importa se foram uma, duas ou dez pessoas que firmaram o compromisso com você, é hora de entregar o valor que você prometeu lá no início.

Comece recebendo essas pessoas que confiaram em você e explicando detalhes da mentoria. Como vai funcionar, quais serão os canais de comunicação, que recursos serão utilizados etc.

Então, parta para a entrega. Dê a mentoria ao vivo, acompanhe o desenvolvimento de cada pessoa, observe as reações de cada mentorado. Dê e receba feedback constantemente para aumentar o vínculo e garantir que as pessoas estão aproveitando ao máximo o conhecimento que você está compartilhando.

Se tudo correr bem, ao final da mentoria para empreendedores todos os mentorados terão alcançado o resultado esperado e você terá seu método validado.

11. Repita todo esse processo

Depois da primeira turma concluída, o ideal é você repetir todo o processo.

Reveja o que deu certo e o que pode ser melhorado e faça atualizações no programa da mentoria. Então, comece a atrair novos interessados para uma nova masterclass e siga o passo a passo.

A cada nova rodada de captação de mentorados, você terá mais experiência acumulada e poderá melhorar gradativamente sua mentoria para empreendedores. Consequentemente, vai atrair mais interessados, formar turmas maiores e transformar a vida de muito mais pessoas.

Além disso, você também vai começar a escalar seus ganhos, podendo reinvestir parte do seu lucro no seu negócio de mentoria e assim crescer continuamente.

Conclusão

É possível mudar de vida e se tornar mentor de empreendedores em apenas três meses. Tudo o que você precisa é executar esses 11 passos e desenvolver um processo de melhoria contínua.

Quanto mais você for ganhando experiência, mais valor poderá gerar para os seus mentorados, o que vai se refletir em cada vez mais pessoas interessadas no seu método e, consequentemente, mais faturamento para o seu próprio empreendimento.

A chave do sucesso é ter consistência, entender quem é o seu público e como você pode ajudá-lo. E, se você quiser se aprofundar ainda mais no assunto, não perca a Hora do Mentor. Todas as quartas-feiras, às 19h, entro ao vivo para te ajudar a construir um negócio de mentoria de sucesso. Inscreva-se!

Hey,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.