Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Ganhar Dinheiro

Como empreender com pouco dinheiro em 2021

Ed Trevisan
Escrito por Ed Trevisan
Junte-se a mais de 42 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre mentoria

Para quem tem vontade de ter seu próprio negócio, essa é uma ideia que nunca se vai. Podemos até passar uns dias sem lembrar disso, mas o desejo permanece ali, latente, não desaparece. 

Mas aí lembramos dos dias atuais e de que a situação não está fácil para ninguém. Nesse contexto, perguntamos coisas como: será que o momento é propício para começar? Qual é o caminho para quem quer empreender? Ou como empreender com pouco dinheiro?

Todas estas dúvidas são mais do que válidas. Afinal de contas, começar um negócio próprio é algo que necessariamente está muito relacionado à situação econômica de uma região, país, segmento ou até com toda a humanidade.

Aliás, o mundo, como sabemos, está atravessando um dos momentos mais difíceis dos últimos tempos. A pandemia pegou em cheio em todos os países, afetando indústrias, trabalhadores autônomos e mercados dos mais variados tipos. 

Alguns dados para você entender o contexto

Quando observamos os números, encontramos um Brasil com 14,7% (em junho de 2021) da sua população economicamente ativa desempregada. A quantidade de pessoas fora da força de trabalho chegou a quase 80 milhões de brasileiros. 

Por outro lado, nunca vimos tantas pessoas empreendendo como agora, inclusive começando com investimentos reduzidos (falaremos sobre isso mais adiante). 

Há dois anos, havia 52 milhões de brasileiros empreendendo. Em 2020, esse número aumentou, com mais um milhão de CNPJs, somente nos primeiros três meses. 

E um número em particular chama a atenção no panorama do empreendedorismo nacional, e ele tem tudo a ver com você e com sua busca de começar um negócio com pouco dinheiro: os microempreendedores já são responsáveis por 30% do PIB nacional. 

São milhões de pessoas que oferecem produtos e serviços, seja presencialmente ou tendo migrando para o universo online durante a pandemia. Ficou mais fácil empreender, com impostos unificados e burocracia mais simples. 

Quer fazer parte desse grupo? Então continue com a leitura! 

Todo mundo pode empreender, mas saiba o que é preciso!

Há alguns traços, qualidades e valores que são compartilhados por empreendedores que atingiram o sucesso, independentemente do tamanho de seus negócios. 

Poderíamos listar algumas características empreendedoras, questões que estabelecem uma base mais sólida de habilidades mais do que úteis na hora de começar um negócio próprio. 

Desejo de independência: empreendedores valorizam sua autonomia, gostam de definir seus horários e administrar seu tempo de acordo com as necessidades de suas próprias vidas. 

Busca da autossuficiência: são pessoas que, apesar de trabalharem muito bem em equipe, querem ter o domínio de seu sucesso e seu futuro nas próprias mãos. São indivíduos que saem em busca de algo maior que si mesmos. 

Capacidade de lidar com o risco: o empreendedorismo é cheio de altos e baixos. Isto é, o risco é algo presente, mas não determinante. Empreendedores sabem que uma receita constante é algo que ficou para trás: chegou a hora de poder ganhar menos ou muito mais. 

Especialmente quando falamos de risco, empreender com pouco dinheiro é uma vantagem. Por exemplo, quando pensamos nas principais dificuldades apontadas pelas pessoas na hora de empreender, a falta de crédito aparece em segundo lugar. 

Isso também, de uma forma ou de outra, estimula as pessoas a pensar como colocar suas ideias para funcionar mesmo sem contar com grandes somas de capital.

Se você une as características que citamos antes e quer entrar para o time dos empreendedores, chegou a hora de partir para ação! Veja os passos para empreender com pouco dinheiro!

Passos para empreender com pouco dinheiro

Há diversos tipos de empreendedores e uma infinidade de caminhos que cada pessoa pode seguir para ter seu próprio negócio. Alguém que queira trabalhar com marketing digital não seguiria o mesmo caminho de um mentor em busca de consolidar seu mercado. 

Ainda assim, há passos que todas as jornadas podem compartilhar e ajudam a estruturar um empreendimento. Confira alguns na sequência: 

Passo 1: encontre o negócio certo

Empreendedorismo é um termo amplo, afinal, você pode ter uma empresa em praticamente qualquer área. Por isso, é preciso encontrar o negócio certo. E não estamos falando só de áreas que deem muito dinheiro. 

Encontre um setor que não só ofereça boas chances de retorno financeiro, mas que também lhe apaixone é fundamental. Empreender é um trabalho árduo, então é melhor focar sua atenção em uma atividade com a qual você se importa e admira. 

Passo 2: pense se você não precisa de alguma capacitação extra

Para empreender, ninguém precisa ter uma educação superior. Mas isso não significa que você deva ignorar a educação em outros sentidos. 

Por exemplo, se você sabe muito sobre algum assunto e quer transmitir seus conhecimentos, pode aproveitar os benefícios de cursos ou programas que preparam você para ensinar. Já se a ideia for abrir uma empresa de tecnologia, conhecimentos sobre administração ou marketing podem ser muito valiosos. 

Passo 3: saiba tudo sobre o nicho onde quer entrar

Antes mesmo de pensar em abrir as portas, você vai precisar ter toda a informação que puder encontrar sobre seu nicho. 

Pesquise sobre seus concorrentes, quem é seu público, por onde seu nicho se comunica com potenciais clientes, quais são as soluções que estão oferecendo e não deixe de acompanhar os principais veículos de informação sobre seu segmento. 

A pandemia, por exemplo, fez com que muitos negócios tivessem que migrar suas operações para a internet. Você pode ver como seus principais concorrentes estão resolvendo sua oferta de produtos ou serviços por este meio para ter uma ideia melhor de como tudo é resolvido por eles. 

Passo 4: organize-se! 

Ter um negócio demanda comprometimento com horários e responsabilidades. Como você vai começar com pouco, provavelmente não terá sequer uma equipe no início. 

Por isso, a organização é um divisor de águas para quem quer empreender com pouco dinheiro. Em primeiro lugar, defina uma quantidade de horas fixas para seu empreendimento, mesmo que os horários possam mudar. 

Para se organizar, você precisa visualizar tudo o que tem que gerenciar e quais são os recursos ou ferramentas necessárias para isso. Neste sentido, nada melhor do que fazer um canvas do seu negócio. 

O canvas é um quadro no qual você representa a essência do seu empreendimento e quais são todos os pontos indispensáveis para o seu funcionamento. 

Passo 5: combine tudo e comece

Esperar que todo seu planejamento esteja impecável para só então começar a empreender não é necessário. 

Tem uma frase que diz que o bom é inimigo do ótimo. Ou seja, o perfeccionismo pode acabar se transformando em um impedimento para que oferecer sua proposta para o público. 

O caminho do empreendedor existe muito mais na prática do que na teoria. Sim, é importante pensar no seu empreendimento, mas é mais importante ainda transformá-lo em realidade.

Empreendimentos para começar com pouco dinheiro

Quando o orçamento é uma limitação importante, uma boa ideia é procurar negócios que tenham um baixo valor de investimentos para começar a funcionar. Vamos citar alguns exemplos para dar opções a você:

#01 Monte um e-commerce

Se você já tem algo a oferecer ao público, que tal criar uma ponte entre seu produto e os consumidores? 

Para isso, nada melhor do que montar um e-commerce ou loja virtual. Embora possa parecer complicado, saiba que criar um site para venda de produtos é algo que ficou muito mais fácil.

Com custo praticamente zero, você mesmo pode montar seu e-commerce usando plataformas como a WordPress, Shopify ou NuvemShop, só para citar alguns exemplos. 

A partir de passos simples, você define o visual e já pode começar a colocar os produtos. Recursos como carrinhos de compras e métodos de pagamento costumam já vir incluídos e podem ser configurados facilmente. 

#02 Trabalhe como influenciador digital

Com a pandemia e a posterior aceleração da transformação digital, cresceu o interesse por adquirir conhecimentos pela internet. Diante disso, passamos a consumir mais cursos do que nunca e, às vezes, seguimos dezenas de referências em determinados segmentos. 

Se você sabe muito sobre algo e quer compartilhar isso com outros, uma boa ideia é começar a investir em uma carreira de influenciador digital.

Essa é uma das melhores opções para quem quer empreender com pouco dinheiro, já que a infraestrutura que você vai precisar funciona basicamente sobre canais de comunicação como as redes sociais. 

Portanto, foque em um nicho e comece a publicar conteúdos que agreguem valor ao público, que respondam suas dúvidas e tragam sempre temas de interesse que estejam relacionados. 

Com o tempo, você vai criar uma audiência suficiente para que as marcas comecem a ver em você um canal de comunicação com seus públicos. 

Além de oferecer produtos de terceiros, um influenciador digital também pode desenvolver produtos e serviços próprios para disponibilizar nas redes. Agora, imagine combinar isso com um e-commerce! 

#03 Ganhe dinheiro com seu conhecimento

Já no caso de você ser um expert em um determinado campo de conhecimento, que tal orientar pessoas interessadas no mesmo caminho rumo ao sucesso?

As mentorias estão em alta. Tem gente que compartilha sua vontade de começar a empreender e ter um negócio próprio, mas que nem sempre sabe bem como tornar isso realidade. 

É aqui que você, como especialista e alguém com muita experiência em um determinado setor, pode entrar e colaborar. Neste caso, seu empreendimento pode ser uma iniciativa que ajude outros a solucionar problemas.

Ainda assim, criar uma mentoria é um processo que demanda conhecimentos específicos. Para transmitir seus conhecimentos, é preciso didática, conteúdos organizados e disposição não para decidir pelos outros, mas para ajudá-los a tomarem suas próprias decisões. 

Para isso, nada melhor do que estruturar seu programa de mentorias do que aprender a fazer de seu conhecimento um verdadeiro negócio. Você pode até aproveitar e dar uma olhada em quem somos e como podemos ajudar você neste sentido.

Agora que você nos acompanhou até o final do artigo, ficou mais claro como você pode empreender com pouco dinheiro? Esperamos ter fornecido informações que colaborem com seu desejo de ter um negócio próprio!

E caso a mentoria tenha particularmente despertado seu interesse, não deixe de conhecer e participar da Hora do Mentor! Em nossos encontros semanais, você pode explorar diversas vertentes da mentoria e começar a estruturar seu negócio com muito mais segurança!

Hey,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.