Este site usa cookies e tecnologias afins que nos ajudam a oferecer uma melhor experiência. Ao clicar no botão "Aceitar" ou continuar sua navegação você concorda com o uso de cookies.

Aceitar

Negócios

Entenda as dificuldades de empreender no Brasil e supere-as!

Ed Trevisan
Escrito por Ed Trevisan
Junte-se a mais de 42 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos sobre mentoria

Quantas vezes você já ouviu falar que empreender no Brasil não é fácil, que tudo é muito complicado e que não vale a pena dar esse salto?

Vamos falar a verdade: se uma pessoa tivesse que depender de palavras de alento e de estímulo para começar seu próprio empreendimento, nenhum sonho viraria realidade. 

Empreender é difícil em qualquer lugar. E, com isso, não estamos falando só de incentivos do governo, de políticas tributárias mais justas ou de facilidade de acesso ao crédito. 

É lógico que tudo isso forma uma parte importante do processo de abertura de um negócio. Mas empreender é muito mais do que questões burocráticas e tecnicismos. 

Escolher um nicho, definir um produto, estar disposto a sair da zona de conforto, perder o medo de errar, tudo isso também faz parte da realidade de quem encara os desafios de empreender, inclusive no Brasil. 

É por isso que quem quer empreender tem que mapear dificuldades, estudar o contexto, analisar o momento econômico, encontrar soluções e ir, aos poucos, resolvendo cada contingência. 

E tem hora que a gente “bate com a cabeça na parede, mas o mais importante é, no final, atravessá-la”

Hoje em dia, uma pessoa pode empreender com praticamente qualquer coisa. Inclusive, o conhecimento se transformou em uma fonte de renda para muitas pessoas. 

Muito bem, agora que você já entendeu a ideia de que empreender compreende mais coisas do que o país onde vivemos. Mesmo assim, é importante conhecer essa realidade.

Empreender no Brasil

Para começar, que tal dar uma olhada em quantas pessoas estão mostrando que é possível superar as dificuldades de empreender no Brasil?

Segundo o DataSebrae, o Brasil tem nada menos do que 53,4 milhões de empreendedores. Isso é muita, muita gente. Ou seja, um quarto da população nacional está envolvida com algum tipo de negócio. 

E se olharmos para a população ativa em território nacional, a proporção de empreendedores adquire uma importância ainda maior. Com aproximadamente 80 milhões de habitantes economicamente ativos, os empresários seriam mais da metade dessa força de trabalho. 

E, se você quer fazer parte deste time, precisa entender quais são as dificuldades de empreender no Brasil e como contorná-las. Afinal, o sucesso vem da maneira adequada de saber lidar com essas questões: 

#01  Carga tributária

Quando você começa um novo negócio, tem que levar em consideração a carga tributária aplicada ao seu ramo de atuação. Caso contrário, provavelmente vai perceber tarde demais que há um grande problema a resolver. 

Criar um CNPJ significa diretamente ter um controle muito maior sobre suas contas, impostos devidos e como, onde e quando todas as obrigações fiscais e tributárias devem ser prestadas. 

De qualquer forma, os números podem impressionar: atualmente, o brasileiro vê 32,64% do PIB (produto interno bruto) ser destinado a impostos. 

E como o regime tributário por aqui é bastante pesado, torna-se mais importante ainda ter muita consciência da relevância de um planejamento financeiro prévio à abertura do seu empreendimento. 

Felizmente, o brasileiro também tem um regime tributário destinado às pequenas e microempresas, chamado de Simples Nacional. Com várias faixas (20, no momento da publicação deste artigo), os tributos vão de 4% a 23%. 

E esperamos que chegue a hora na qual você comece a superar as dificuldades de empreender e faturar mais de R$3,6 milhões por ano, tornando-se uma pequena empresa. Por um lado, isso significa que seu negócio cresceu! Por outro, é bom ficar atento à mudança de regime, que pode aumentar sua carga tributária em até 30%. 

Aqui, a solução é planejamento. Faça uma pesquisa com profissionais especializados para saber quais são as suas melhores opções de enquadramento para não ter surpresas mais adiante. 

#2 Difícil acesso a crédito

Com as taxas de juros praticadas no Brasil, uma das mais altas do mundo, outra das dificuldades de empreender no Brasil é conseguir crédito além das condições de pagamento. 

Para quem quer um negócio, ter dinheiro para investir em seu empreendimento pode ser a diferença entre ter um tempo para respirar até ter um fluxo de caixa suficiente ou perder força por não ter como arcar com as despesas.

E, para falar da especificidade do tópico, é realmente difícil ter acesso a crédito. Um estudo do Sebrae mostrou que, no último levantamento, 61% dos pequenos empreendimentos tiveram o pedido de crédito negado; 12% ainda esperam a avaliação; e 27% tiveram seus pedidos aprovados.

Por exemplo, oferecer garantias de pagamento é um dos principais problemas enfrentados por quem pede um empréstimo. Isso acaba criando um paradoxo: para ganhar dinheiro, é preciso ter dinheiro antes, mas quem está começando não conta com recursos. Ou seja, o que fazer?

A resposta está tanto no planejamento financeiro como em tomar uma decisão muito simples: comece pequeno e busque negócios nos quais você possa empreender com pouco dinheiro. 

Serviços que possam ser prestados usando sua bagagem profissional, experiência e conhecimentos não demandam investimentos em instalações físicas, equipamentos especiais ou complexidade operacional. 

#03 Escolher um nicho

Escolher um nicho para empreender no Brasil pode ser tanto uma loteria como algo muito simples. 

Vira loteria quando um entusiasta empreendedor escolhe trilhar um determinado caminho somente porque ele “está dando dinheiro”. Alguém que escolhe um campo de atuação baseado neste tipo de argumento claramente não conhece bem o negócio e entra na onda porque virou tendência. 

Um dos problemas das tendências é que elas não duram para sempre. De uma hora para outra, a maré pode virar e quem aposta em um segmento sem conhecer acaba ficando à deriva. 

Quando isso acontece, todas aquelas dicas de terceiros, prometendo mundos e fundos, vira poeira e você corre o risco de se manter em um negócio só por obrigação, sem ter qualquer afinidade, e acabar falindo. 

Por outro lado, a escolha de um nicho pode ser algo simples quando parte do conjunto de saberes do empreendedor. O que te dá satisfação? A que tipo de atividade você estaria disposto a doar seu sangue, um monte de tempo de sua vida, seu suor e focar suas vontades?

Principalmente no Brasil, onde empreender é trabalhar em meio a uma economia que muda o tempo todo, apostar na sua paixão é o que vai fazer que você não desista, inclusive mantendo-se firme nos momentos mais difíceis. 

#04 Capacitação faz toda a diferença

Imagine a quantidade de dificuldades de empreender um empreendedor brasileiro precisa lidar para levar adiante a sua iniciativa. 

No primeiro ponto, já falamos da carga tributária e questões relacionadas às finanças do negócio. As boas práticas de gestão financeira só se aprendem na prática (o que pode ocasionar muitos erros!) ou por meio de cursos e capacitações especializadas na área. 

Lidar com pessoas também pode ser um desafio. E não estamos só falando de como fazer a gestão dos recursos humanos, caso você tenha funcionários. Você também precisa saber lidar com clientes, fornecedores, fazer um bom networking, criar parcerias etc. 

Formar lideranças dentro de seu empreendimento, mostrar segurança na condução das atividades e em relação ao futuro é algo que pode ser exercitado com uma formação apropriada. 

Para superar as dificuldades de empreender no Brasil, você tem que aprender a se tornar um empreendedor. Se você quer fazer diferença, é fundamental investir em cursos que mostrem como você vai conseguir transformar seu conhecimento em um verdadeiro negócio.

É fundamental orientar seus estudos a formações que incentivem a sua vocação empreendedora, em estudos que representem o que você quer e precisa aprender. O empoderamento de uma decisão é muito maior quando, literalmente, você sabe do que está falando. 

#04 Coletivo x individual

Um conceito urgente e que deve ser aplicado no empreendedorismo é o fato de que deveríamos pensar mais na coletividade do que na individualidade. Está mais do que na hora de mudar esse mindset e crescer em conjunto. 

Se você é especialista em uma área, mais do que tirar proveito somente para si, que tal igualmente ganhar dinheiro com seu conjunto de saberes e ainda ajudar outras pessoas a prosperarem em suas vidas?

Somos seres sociais, trabalhamos em grupo, construímos em grupo, aprendemos entre todos e assim somamos forças para enfrentar dificuldades, inclusive as relacionadas ao empreendedorismo no Brasil.

Pensar no coletivo é algo que pode, inclusive, ser transformado em um negócio. Com toda a sua bagagem profissional, já pensou em se transformar em um mentor para novos empreendedores?

Ao se trabalhar como mentor, palestrante, coach ou outras modalidades nas quais informações e conhecimentos são compartilhados para ajudar terceiros a decidirem por si mesmos, são criadas redes que trazem muitos benefícios. 

Em primeiro lugar, todo mundo pode tirar proveito de contar com uma figura profissional que oriente seus passos. Em segundo lugar, os próprios mentores também aprendem e ampliam suas redes e possibilidades de fechar novos negócios. 

A sociedade de hoje em dia demanda pessoas com capacidade empreendedora, com múltiplas habilidades, que sejam capazes de se adaptar a situações complexas e vencer os desafios típicos do mundo dos negócios. 

Quem sabe, você que quer empreender, não possa criar um negócio no qual a mentoria seja o principal serviço? 

Espero que o artigo de hoje tenha jogado uma luz no caminho do seu empreendimento. E se o último tópico particularmente chamou sua atenção, quero te fazer um convite que pode mudar completamente seu futuro. 

Abra sua agenda e reserve um tempinho nas quartas-feiras para escutar o que tenho a dizer para você na Hora do Mentor!

Hey,

O que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado.